Temperamento e comportamento

ComportamentoQuando admiramos a aparência lupina do Cão Lobo Checoslovaco assalta-nos a pergunta: “E quanto ao seu temperamento? Como é que a herança do lobo, tão evidente no exterior, influencia o seu comportamento? Será a criação destes cães difícil para o dono?” Vamos tentar caracterizar esta raça em poucos parágrafos.

O Cão Lobo Checoslovaco desenvolve uma relação social muito forte não apenas com o seu dono mas também com toda a família. Inclusivamente eles admitem a posição privilegiada das crianças e deixam-nas tal como aos cachorros fazer determinadas acções que não permitiriam a adultos ou outros cães. Aprendem a coabitar com outros animais domésticos que já pertençam à família, contudo, se encontrarem animais desconhecidos podem ocorrer problemas.

É importante dominar a sua paixão por caça quando são cachorros.O cachorro não deve ficar isolado num canil. Deve ser habituado a diferentes ambientes, viagens, etc.…. As cadelas são facilmente controláveis. Os cães frequentemente têm um crescimento tempestuoso.

Comportamento

O Cão Lobo Checoslovaco, é muito brincalhão e emotivo. Aprende com facilidade. É mais admirável pela sua polivalência do que pela especialização. Contudo não é de esperar que treine espontaneamente. O comportamento do lobo checo é fundamentalmente objectivo. É necessário encontrar uma motivação para o treino. A causa mais comum de falhanço no treino é o cansaço do cão devido a inúteis repetições infindáveis do mesmo exercício que acaba na perda de motivação. Eles são extremamente curiosos e a rotina desinteressa-os do objectivo do treino. Estes cães têm sentidos admiráveis e são óptimos a seguir rastos. Foi a sua capacidade de trabalho em matilha organizada uma das razões para a sua utilização pelo exército checoslovaco. Poderá haver algum contratempo nos exercícios onde é necessário que o cão ladre. O lobo checo tem um grande leque de formas de expressão e nalgumas situações, o latido não é natural para eles, então tentam comunicar com o dono de outra forma.

ComportamentoO cruzamento do pastor alemão com o lobo trouxe não só robustez, como tenacidade e sentidos apurados e refrescou alguns velhos instintos naturais. É de salientar a vitalidade dos cachorros e o perfeito comportamento maternal das fêmeas. O n.º médio de cachorros por ninhada era de 6,9 em 1993. A perda média de cachorros por óbito era de apenas 8,5 %. Não há conhecimento da necessidade de criar uma ninhada sem a intervenção da mãe desde o início da criação da raça por civis. A relação de fêmeas que não criam é ligeiramente superior à de outras raças. O cio ocorre uma vez por ano. A duração Comportamentodeste e o tempo de ovulação é variável. Existe apenas uma regra para criar os cachorros: A mãe sabe o que está a fazer. Não é necessário interferir. A nossa recompensa é assistir ao maravilhoso e eficaz comportamento maternal do lobo checo. Quando os cachorros trotarem na sua direcção com o olhar aprovativo da mãe verá o próximo que consegue estar da Natureza.

ComportamentoOs pontos-chave para desenvolver o temperamento do lobo checo são: sociabilização e proximidade da família e dos outros animais desta. O lobo checo tem uma tendência natural para ser amistoso com pessoas. Isto é geralmente verdade mesmo com indivíduos que não foram correctamente sociabilizados com pessoas. Mesmo assim, para desenvolver todo o potencial do comportamento desta raça devemos encorajar amigos, estranhos e crianças da vizinhança a brincar com eles e acariciá-los. Tente que o contacto do seu cachorro com humanos seja o mais positivo possível. Passeie o seu cachorro pela multidão para o habituar à presença de muita gente. Nesta raça a agressividade para com pessoas é rara. Contacte com outros donos responsáveis de cachorros e adultos não agressivos (vacinados, claro está) e permita períodos de convívio e brincadeira. Tal como nós, eles são criaturas sociais. Para eles, companhia é muito agradável. Relacionar-se com outros cães e pessoas não é algo que um cão saiba instintivamente. Estes comportamentos são aprendidos por experiência. Através de tentativas e imitação, um cachorro aprende a distinguir e aplicar comportamentos adequados nos seus contactos com outros indivíduos.Comportamento

ComportamentoTal como a sociabilização, o treino de obediência básica deve começar cedo. Todos os cães são animais que evoluíram na direcção de viverem em grupos organizados hierarquicamente. A sua estabilidade psíquica depende de terem um conhecimento exacto da sua posição dentro do grupo e de terem um líder para seguir. Foi este comportamento que permitiu a domesticação do cão. Um cão olha para aComportamento sua família humana como a sua matilha e tem nos seus donos os líderes da matilha. Um cão que não é minimamente treinado a obedecer e é lhe permitido fazer tudo o que quer será sempre ansioso e confuso dado que esta liberdade absoluta leva à duvida de que é o líder do grupo e a incerteza resultante leva à insegurança no cão. É principalmente por esta razão, e não pela fome que lobos expulsos da alcateia e cães abandonados são especialmente infelizes. Falta-lhes o líder.